Filhos dos famosos 2016 - Marina & Dimitri

5.12.16

Mila Kunis


  • Salvador, filho de Gustavo Santos
  • Marina, filha da atriz brasileira Carol Machado, que já era mãe de Tereza 
  • Dimitri Portwood, filho de Mila Kunis e Asthon Kutcher, que já eram pais de Wyatt Isabelle. Recordemos que a atriz é de origem ucraniana, o que ajuda a contextualizar a escolha de Dimitri. Quanto a Portwood, trata-se do apelido do padrasto do ator. 
  • Zeppelin Bram & Arrow Rhodes, filhos de Jensen Ackles, que já era pai de Justice Jay. Pergunta para queijinho: qual é o menino e qual é a menina, já que se trata de um casal de gémeos?

Nomes para 2017
- Oriana -

2.12.16


Ao longo deste mês, vou aproveitar para fazer campanha por alguns dos meus nomes preferidos e começo por Oriana. Acho que já o inseri em todas as listas possíveis aqui do blog e sei que estará sempre, sempre, na minha lista de nomes para uma filha. É verdade que não gostaria de o ver num top 100 mas acho que poderia subir dos catorze registos de 2015. Na minha opinião, é uma magnífica alternativa a Aurora: têm o mesmo significado mas é mais mágico e mais doce! E é um nome que remete para a obra da maravilhosa Sophia de Mello Breyer, o que lhe dá pontos extra infindáveis! 

Desafio ao leitor: pais de quatro meninas

29.11.16


O doodle de hoje do Google comemora o 184.º aniversário de Louisa May Alcott, autora de "As mulherzinhas", um dos livros que li e reli durante a adolescência e que retrata a vida das irmãs Jo [Josephine], Beth [Elizabeth], Megan [Margaret] e Amy. Na adaptação da obra para o português, houve quem traduzisse também os nomes próprios e o quarteto passou a ser Josefina, Isabel, Margarida e Amélia. No caso de Jo, outra autora optou por Maria João. Muito anos 20, não acham? 
Aproveitando a ocasião, regressamos a um dos meus desafios preferidos: imaginem-se mães ou pais de quatro meninas. Quais seriam os seus nomes?

Filhos da blogosfera brasileira - a lista

28.11.16


Depois da lista dos Filhos da Blogosfera portuguesa  - que está muito desactualizada e precisa de novas dicas, porque o post é de 2012 - resolvi compilar o nome dos filhos de algumas blogueiras brasileiras. Tive a ajuda preciosa de algumas participantes do Baby Center Brasil, mas ainda assim a lista está muito curtinha, por isso não hesitem em deixar sugestões e, sobretudo, de indicar blogueiras que escolheram nomes maravilhosos para os seus filhos! 


Duelo de Nomes
- Alice vs Clara -

25.11.16


No início do ano de 2012, escrevi um post intitulado Futurologia: serão Clara, Alice e Eva as próximas Beatriz, Matilde e Leonor?, no qual tentei mostrar os motivos que me levavam a acreditar nessa teoria. Quatro anos passados, deixei de colocar Eva na equação, mas estou completamente convencida de que Clara e Alice vão chegar ao top 10 e não me surpreenderia nada se isso acontecesse já este ano, porque estes dois nomes estão em todo o lado! 
Até há pouco tempo, quando me diziam que alguém estava grávida de uma menina, eu tentava adivinhar mentalmente o nome e a escolha andava quase sempre entre Beatriz, Matilde e Leonor mas, ultimamente, até isso mudou. E posso-vos dizer que já perdi a conta à quantidade de Claras que nasceram à minha volta ao longo do último ano! 
Clara & Alice são dois nomes bonitos e delicados, que continuam a preservar a identidade portuguesa, mas que são muito mais internacionais do que os atuais líderes do ranking [logo a seguir a Maria, evidentemente!]. Além disso, não têm aquele carimbo aristocrático que aborrece algumas pessoas, o que os torna ainda mais democráticos. E, para finalizar, fazem pares perfeitos com nomes super populares, como Matilde e Laura, o que ainda os pode impulsionar mais! 
Respondendo à minha própria pergunta de 2012, eu acho que eles já são os nomes de eleição da nova geração de meninas portuguesas. Pergunto-vos, então, qual destes dois nomes preferem? Não deixem de votar! 

E, aproveitando a deixa, acham que Francisca poderá ser o terceiro elemento do grupo?

Atualização - resultado da sondagem: 


Georgina

24.11.16


Há uns dias, perguntava-vos quais eram os nomes que vocês adoravam mas que sabiam que nunca iriam usar. Pois bem, um dos meus guilty ppleasures é Georgina e até já o proclamei aqui e aqui, mas sempre achei esta variante de Jorge caía na categoria dos renegados. Até que, de repente, descubro que o Cristiano Ronaldo tem uma nova namorada e que o nome dela é Georgina! Valha-me nossa senhora da Antroponímia, isto pode mudar as coisas! A correr bem [quero acreditar que o moço não iria usar peruca na Disney se não estivesse muito apaixonado!], serão capas e capas de revista, notícias diárias, programas do cor-de-rosa, será a loucura em torno da Georgina! E se há lição que já aprendemos bem é que os portugueses adoram um nome mediático por isso a esperança é mesmo a última a morrer! 

Decifrando a lista do IRN
- Gaia -

23.11.16


Há umas semanas, a Margarida sugeriu-me que abordasse o nome Gaia. A maioria das pessoas deverá conhecer Gaia apenas como um topónimo mas isso não seria suficiente para colocar o nome na lista do IRN - aliás, ser topónimo costuma ser sinónimo de proibição! Perseguindo as suas raízes gregas, descobrimos que Gaia era a Grande Mãe, criadora do Universo, fonte de energia e vitalidade. Gaia está associada a diversas histórias e é frequentemente definida como a mãe de todas as criaturas mitológicas. Diz a Margarida que é um nome "poderoso" e eu concordo! 
Apesar de ter sido escolhido para seis meninas portuguesas em 2015 e para sete em 2014, acho que Gaia não se imporá em Portugal como nome próprio, por causa da associação à cidade de Vila Nova de Gaia, mas pergunto-me se não poderia ser interessante para as nossas leitoras do Brasil... Gael está em alta por lá; Caio, que pode estar associado a Gaia através da palavra latina Caius, também é um nome consensual e até Maya poderia estimular o seu uso! O que acham?

Por cá, resta-nos contemplar outros nomes associados ao universo mitológico, como por exemplo: 

  • Ariadne
  • Astrid
  • Celeste
  • Ceres
  • Cíbele
  • Cíntia
  • Circe
  • Clemência
  • Cloe
  • Délia
  • Deméter
  • Diana
  • Dione
  • Dirce
  • Dóris
  • Electra
  • Esperança
  • Felicidade
  • Flora
  • Hebe
  • Ísis
  • Lara
  • Liberdade
  • Lua
  • Lucina
  • Maia
  • Pandora
  • Titânia
  • Vitória


Filhos dos famosos 2016 - Gabriela & Mabel

17.11.16



  • Gabriela, filha de Maria Duarte
  • Hunter Zion, filho de Jurnee Smollett-Bell [na foto]
  • Mabel, filha de Russel Brand
  • Auden James Ellis, filho de Kelsey Grammer, que já era pai de Kelsey Gabriel Elias, Faith Evangeline Elisa,  Spencer, Kandace Greer, Mason Olivia e Jude Gordon
  • Dream Renee, filha de Rob Kardashian e Blac Chyna, que já era mãe de King Cairo

Adorava que Mabel fosse aprovado em Portugal, acho tão bonito! 

Salvina - OK ou KO?

16.11.16


Nas últimas semanas, não tenho tido mãos a medir com solicitações de sugestões para bebés que vão nascer em 2017! É um trabalho que faço com muito gosto e com muito carinho mas, nestas alturas de maior azáfama, acabo sempre por ficar um pouco saturada dos nomes mais comuns, porque, apesar de tudo, os nomes do top 100 continuam a ser os mais procurados. Ora, se os nomes mais raros já tendem a chamar a minha atenção, nestes momentos isso ainda acontece com mais facilidade! 
Foi num desses instantes que pousei os olhos em Salvina. E, durante uns segundos, achei que, num universo paralelo, este nome poderia agradar aos pais que agora suspiram por Salvador e Valentina. Num ápice, soube que tinha de fazer este OK ou KO e que deveria rematar o post com a seguinte frase: lembrem-se que existe Salvadora! 😋

Nomes unissexo

15.11.16


Como sabemos, em Portugal, a atribuição de um nome a um recém-nascido segue algumas regras, que estão delineadas no artigo 103 do Código do Registo Civil. Uma dessas regras indica que o nome próprio não deve suscitar dúvidas sobre o sexo do registando, regra que apenas se aplica ao primeiro nome. Por este motivo, a lista de nomes admitidos pelo IRN não é pródiga em nomes considerados unissexo e a maior parte dos nomes mais comuns em Portugal também não induz em erro. A este respeito, recomendo a visualização desta reportagem do jornal online O Observador, onde o Professor Ivo de Castro esclarece que "nomes que não tenham um género evidente, também não são atribuíveis". A reportagem termina com a constatação de que há pouca ousadia na hora de escolher o nome dos filhos, até porque a língua portuguesa "é uma língua muito conservadora, em linha a estrutura muito conservadora da sociedade portuguesa". 

Se este não fosse o cenário possível, que antropónimos poderíamos equacionar nesta categoria de nomes unissexo? Acham que Noah & Noa pertencem à lista? 

Meninas com nomes de meninos e vice-versa

14.11.16


Tenho recebido várias solicitações para abordar a prática de atribuição de "nomes mistos". E em que é que isto consiste? Resumidamente, na escolha de um segundo nome masculino para meninas, e de um segundo nome feminino para meninos. Maria João & João Maria, por exemplo, são duas das escolhas mais clássicas. No que respeita aos meninos os dados analisados relativamente ao ano de 2014 indicam-nos que Maria foi o 4.º nome mais escolhido para segundo nome [692 meninos, no total] e que este é praticamente o único nome feminino usado em meninos.
Já no lado feminino, a opção por um segundo nome masculino é uma prática mais recorrente e que abrange um leque de antropónimos muito mais vasto, com grande destaque para Miguel e João, como podem constatar neste post

Eu não sou muito adepta desta prática. Não aprecio o uso de Maria em meninos, mas percebo que seja escolhido para dar um ar tradicional e clássico ao composto. No caso das meninas, acho que as opções à disposição são tantas e tão boas que me parece um desperdício ir buscar os nomes ao outro género. Acho Maria Luísa infinitamente mais bonito do que Maria Luís mas, no fundo, estamos apenas no campo do gosto e não vejo nenhum impedimento ao seu uso, até porque, na língua portuguesa, o artigo definido ajuda a indicar o género da pessoa com quem estamos a falar. Apesar das minhas reticências, acabei por escolher um segundo nome que é considerado masculino para a minha filha - Jasmim. No entanto, parece-me que é uma situação um pouco diferente, já que este não é um antropónimo frequentemente associado a meninos. 

O que pensam desta prática? Quais são os compostos mistos que mais vos agradam? Conhecem alguma menina que seja tratada por um nome masculino?

Mais Pedidos & Sugestões 2016

12.11.16




Tem alguma dúvida que gostaria de ver esclarecida? Gostaria de ler sobre um nome que ainda não foi abordado? Precisa de sugestões para nomes compostos ou pares perfeitos? Então este é o local certo para expor a sua questão! E claro, se preferir uma conversa mais privada, pode sempre contactar-me através do email nomesportugueses@gmail.com

Pedidos & Sugestões  até 12 de Novembro de 2016 2015 | 2014 | 2013

Leitura Recomendada

10.11.16

Um caso português, visto pela perspectiva da Duana, no Lainey Gossip - e também ela ficou espantada com a popularidade de Bryan e Brian por cá! É muito difícil sugerir nomes de uma cultura que se desconhece mas acho que uma das sugestões da Duana foi muito feliz! Leiam, que vale a pena, e venham cá dizer se não acham que Gaspar faz todo o sentido!  

Ora digam lá o que acham de Sandiego...

9.11.16


Nas últimas 24 horas, toda a gente teve motivos para fazer publicações irónicas no Facebook. A Alberta Maques Fernandes estava muito estranha na RTP3, o Pedro Dias entregou-se às autoridades, o Donald Trump venceu as eleições nos EUA e... a Fanny confirmou que seu filho se vai chamar Sandiego. 
E eu pergunto: se os portugueses amam Santiago, se amam Diego, não deveria ser fácil encontrar espaço nestes corações para Sandiego? Mais se avisa que a Fanny não inventou o nome... estou aqui a olhar para ele no livro The Baby Name Bible, das autoras do reputadíssimo Nameberry

Nomes nas notícias
- Ágatha & família -

7.11.16


Da vizinha Espanha, chega-nos a notícia do divórcio da estilista Ágatha Ruiz de la Prada. Triste, mas vamos ao que interessa aqui: este artigo relembra-nos que a colorida aristocrata é mãe de Cósima e Tristán. Esta informação já era interessantíssima mas acrescente-se que os nomes completos são Tristán Jerónimo e Olívia Cósima [ou Cósima Olívia, há  publicações contraditórias]. Depois de tanto termos falado de nomes medievais e guilty pleasures, esta mistura de Ágata, Tristão, Jerónimo e Olívia vem mesmo a calhar! Eu gosto bastante do italiano Cosima, aparentado de Cosma, variante que é possível encontrar nos registos portugueses da Idade Média.

Às vezes olho para os olhos enormes e negros da Frederica e acho que ela também seria uma óptima Olívia! :) 

Pares Perfeitos para Constança

4.11.16




Gosto muito de nomes longos e fortes e não é segredo para ninguém que "usa-se desde os tempos medievais" é uma das minhas três frases preferidas. Não sei se é isso que os pais valorizam quando escolhem o nome Constança para as suas filhas mas, na minha opinião, os irmãos de uma menina chamada Constança também têm de ter nomes que me pareçam retirados do Onomástico Medieval! 

  • Constança & Bernardo
  • Constança & Conrado
  • Constança & Estêvão
  • Constança & Francisco
  • Constança & Gonçalo
  • Constança & Gusmão
  • Constança & Henrique
  • Constança & Jerónimo
  • Constança & Lourenço
  • Constança & Martinho
  • Constança & Sebastião
  • Constança & Valente
  • Constança & Vicente

  • Constança & Albana
  • Constança & Antónia
  • Constança & Assunção
  • Constança & Augusta
  • Constança & Bárbara
  • Constança & Benedita
  • Constança & Brígida
  • Constança & Caetana
  • Constança & Carlota
  • Constança & Domingas
  • Constança & Eugénia
  • Constança & Francisca
  • Constança & Grácia
  • Constança & Guiomar
  • Constança & Jacinta
  • Constança & Leonor
  • Constança & Lucena
  • Constança & Madalena
  • Constança & Marcela
  • Constança & Máxima
  • Constança & Piedade
  • Constança & Pureza
  • Constança & Santana
  • Constança & Teresa


Ai! Se eu pudesse...

3.11.16


Hoje é dia de confissão... Existe algum nome que vocês adorem mas que sabem que nunca vão usar? E quais são as características que mais apreciam nele?

Filhos dos famosos 2016
- Francisco & Maria Francisca -

2.11.16


  • Francisco, filho de Diana Bouça-Nova [na foto] e Francisco Coelho Lima
  • Maria Francisca, filha de Tristana Esteves Cardoso, que já era mãe de António
  • Valentina Angelina, filha de Kevin Jonas, que já era pai de Alena Rose. Confesso que não sou fã de dois nomes que rimam e ainda menos quando têm o mesmo número de sílabas... 

Francisco e Francisca são dois dos nomes do momento e agrada-me sobretudo o facto de se usarem indiscriminadamente nos dois géneros, sem que isso seja visto como sacrilégio... :)

Flávia

31.10.16


Há nomes de origem latina que são um bocado pesados. Depois, há outros que parece que têm mel, tamanha é a sua suavidade. É o caso de Flávia que eu consideraria um par perfeito para Lavínia, por exemplo. O problema? Em Portugal, usou-se com algum relevo na década de 80 e início dos anos 90, o que faz com que pareça algo datado. E essa lição já está bem estudada: nesta coisa dos nomes, o tempo sobrepõe-se sempre à beleza. 

Flávia, tal como Flávio. remete-nos para um gentílico romano, ou seja, era um nome de família. No caso, era o nome de família de um Imperador, Tito Flávio Vespasiano, que comandava o império quando estes encontraram um local, na Galécia, com águas abundantes e quentes. Aquele espaço pareceu-lhes tão relevante que decidiram homenageá-lo com o nome de família do imperador, dando origem a Aquae Flaviae, hoje conhecida como cidade de Chaves. E assim se explica por que motivo os habitantes de Chaves são Flavienses. Quanto ao significado, tudo indica que remete para "amarelo" ou, por associação, para "loiro".  
E voltando ao seu uso em Portugal: os dados que o IRN me forneceu indicam que, em 1990, foram registadas 334 meninas com este nome, o que corresponderia ao 45.º nome mais usado. No ano seguinte, o número desceu para metade mas, em 1993, houve um pico de popularidade e Flávia saltou para a 34.ª posição, chegando aos 432 registos. Possível explicação? Flávia era o nome protagonista da novela brasileira Despedida de Solteiro, transmitida em Portugal pela RTP1. Hoje em dia, tanto Flávia como Flávio estão abaixo dos 20 registos anuais. Em 2015, Flávia ficou-se pelos 14 registos, estando fora do top 100 desde o ano de 2006. 

Duelo de nomes
- Estêvão vs Sebastião -

28.10.16


Por momentos, fiquei indecisa, sem saber se este deveria ser um típico Duelo de Nomes ou se deveria optar por colocá-lo na nova categoria de Duelos Improváveis mas, para ser franca, não me parece um duelo assim tão descabido. Sim, Sebastião é mais popular mas, em termos de estilo, acho que são equiparáveis. A maior diferença poderá residir no facto de que Sebastião é o nome de um dos mais icónicos reis de Portugal, enquanto que me é difícil pensar num Estêvão com grande visibilidade, ainda que os Católicos possam ter apreço por Santo Estêvão. 
Para mim, ganham ambos pontos por serem nomes que se usam desde os tempos medievais e, mesmo assim, me soam bem - vá lá, admitam que, pelo menos, soam melhor do que Pantaleão... Por outro lado, acho que também se inserem bem na tendência aristocrática, tão em voga entre nós, embora de forma mais ligeira. Quero com isto dizer que não são daqueles nomes que tão facilmente se rotulam de betinhos. 
O que acham destes nomes? Qual deles preferem? Não se esqueçam de votar! 

Atualização - resultado da sondagem:


Se amamos Inês,
podemos gostar um bocadinho de Mercês?

26.10.16


Cinquenta e três mil, seiscentas e vinte e quatro. Isso mesmo: entre 1990 e 2015, nasceram 53,624 meninas portuguesas a quem foi atribuído Inês como primeiro nome. E aqui não entram as meninas que se chamam Maria Inês, mas a nossa predilecção por este composto também está bem documentada aqui no blog
Os números são muito expressivos e deixam bem claro que não é viável sugerir alternativas para este nome, já que ele é único e incomparável. Mas isso nunca me demoveu e por isso hoje gostava de deixar no ar a ideia de que a paixão nacional por Inês podia abrir caminho, mesmo que um caminhinho muito estreitinho, para Mercês! E se pensarmos bem, Mercês também poderia ser considerado um bom par para Benedita, Madalena, Pilar ou Amélia. 
Alguém se junta à causa? 

A morte e o nome

24.10.16


O título do post de hoje não é dos mais animadores, mas vai ao encontro de um fenómeno que acontece com alguma frequência e que tem que ver com a atribuição ao recém-nascido do nome de alguém muito querido que entretanto faleceu. O que pensam deste gesto?

E se aprovassem... Jordi?

20.10.16


Primeiro eram centenas, depois chegaram a ser milhares mas, em 2015, nasceram apenas 87 meninos portugueses a quem foi atribuído o nome Jorge e não parece nada provável que a situação se inverta nos próximos anos. Mas... O que achariam se, à luz desta nova postura do IRN, fosse possível registar Jordi? Trata-se da versão catalã de Jorge, é bastante comum na Espanha e acho que poderia funcionar bem em Portugal, melhor até do que a maioria dos nomes que vimos há dias no post sobre nomes anglo-saxónicos para bebés portugueses. E não esqueçamos a popularidade de Diego e até mesmo de Davi, ou a recente aprovação de Lorenzo...
Na lista atual, está como proibido mas, na vossa opinião, Jordi seria digno de um pedido de consulta onomástica? 

Rosana

19.10.16


Durante a minha infância, conhecia duas meninas chamadas Rosana, o que fez com que, durante muitos anos, este fosse um nome tão normal para mim como Liliana, Mariana ou Susana, só para citar o nome de algumas colegas que também frequentavam a mesma escola e cuja terminação era igual. No entanto, se ao longo do tempo fui conhecendo mais e mais Marianas, Cristianas e Lucianas, o mesmo não se passou com Rosana. Nunca mais me voltei a cruzar com uma e não tenho ideia de ouvir este nome nos últimos anos!
Como é fácil de perceber, Rosana resulta da junção dos nomes Rosa e Ana, dois dos nomes mais usados de sempre em Portugal mas que hoje têm níveis de popularidade díspares: enquanto que Ana continua a ser uma das escolhas mais frequentes para meninas, Rosa foi alvo de 31 registos em 2015, o que o continua a deixar fora do top 100. Visto por este prisma, até parece que não fica a grande distância dos cinco registos de Rosana, não é?
Na minha opinião, Rosana é um nome bastante agradável e acho que ficaria lindamente numa menina nascida hoje. Aliás, até o acho mais bonito do que alguns dos nomes terminados em -ana presentes no top de 2015 mas a verdade é que, nas últimas duas décadas, nos temos mantido fiéis aos mesmos antropónimos. Entre 1990 e 2015, estes foram os únicos nomes terminados em -ana presentes no top 100:




É um grupinho pequeno e alguns deles já estão um pouquinho saturados, pelo que seria óptimo se nos atrevêssemos a explorar outras opções. E se Rosa continua sem arrebatar corações, Rosana poderia beneficiar da terminação mais contemporânea!

Filhos dos famosos 2016 - Daisy & Thor

17.10.16


  • Daisy Josephine, filha de Olivia Wilde e Jason Sudeikis [na foto], que já eram pais de Otis Alexander 
  • Anacã, filho da modelo Candice Swanepoel. O pai é o também modelo brasileiro Hermann Nicoli e o nome foi escolhido a partir de uma ave amazónica. 
  • Thor, filho do ator brasileiro Theo Becker
  • Kyara, filho do ator brasileiro Malvino Salvador e de Kyra Gracie, que já eram pais de Ayra. O ator tem ainda outra menina, Sophia. Em declarações à revista Quem, Kyra Gracie explicou que na família dela há a tradição de escolher "nomes fortes com K, com R... nomes que ajudam a pessoa a ter personalidade diferente. É uma grande responsabilidade seguir essa tradição”. Pessoalmente, acho o nome da mãe e o das duas meninas demasiado aproximados foneticamente. 

Nomes estrangeiros para meninos portugueses

13.10.16


Esqueçamos os aportuguesamentos: hoje em dia, é perfeitamente possível registar um bebé português com um nome que, muito possivelmente, nos remeterá de imediato para o universo anglo-saxónico, com tudo de bom [nome internacional] e tudo de menos positivo [soletração, pronúncia errada] que isso acarreta. Hoje elenco alguns dos mais contemporâneos que estão presentes na lista do IRN: 


  • Brian, Bryan e Dilan
Brian & Bryan são de introdução recente em Portugal [Brian foi aprovado em 2012 e Bryan em 2016] mas são nomes com que estamos familiarizados. Bryan Adams, por exemplo, tem uma legião de fãs em Portugal que já atravessa gerações. Brian May, dos Queen idem. E Bryan Cranston, de Breaking Bad. Quanto a Dilan, ontem escrevi que era nome de músico de excelência mas agora posso acrescentar que é nome de cantautor galardoado com o Prémio Nobel da Literatura!  

  • Caleb e Jacob
Sei que não é inteiramente justo intitular estes dois nomes bíblios de estrangeiros, mas muito sinceramente, se vir estes nomes escritos numa folha, vou pronunciá-los "à inglesa", porque não têm tradição nenhuma em Portugal, por mais que os possamos ter ouvido aos domingos, na igreja. 

  • Christian e Jonathan
O sucesso do Cristiano Ronaldo não se estendeu ao nome, que tem vindo a perder popularidade desde os anos 1990 mas Christian tem a vantagem de parecer mais leve e cool. Ambos são bíblicos, com um significado marcadamente religioso [Christian significa cristão e Jonathan significa dádiva de Deus].  Estão às portas do top 50 nos EUA, num período de perda de popularidade que, no caso de Jonathan, foi maior em 1980 e, no de Christian, no ano 2000.  Compridos q.b., têm ainda como bónus os diminutivos Chris e Jon. 

  • Damien e Hayden
Damien está aqui com alguma boa vontade minha, porque esta variante é mais francesa do que anglo-saxónica, mas Damien aproxima-se tanto de Damian que mal se dá pela diferença. Já que Damião não consegue cativar os portugueses, talvez Damien, que é mais delicado, o possa fazer. Quanto a Hayden, trata-se de um nome inglês cujo significado só consigo traduzir como "colina pagã" [heathen-grown hill, em inglês]. Parece-me um nome super atual e juvenil, por associação à moda dos Jaydens, Braydens e Kaydens.  

  • Eric e Oliver
Aprovado em 2015, Oliver é atualmente o nome mais popular na Inglaterra portanto não podia ser mais contemporâneo. Eric esteve no top 100 português em 2009 e 2010; se em 2015 juntássemos os registos de Eric com os de Erik - que também é aprovado - seria o suficiente para chegar à 73.ª posição. Na minha opinião, se estiverem preocupados com inconvenientes relacionados com grafias e pronunciações, Eric e Oliver são das escolhas mais seguras, porque se adaptam muito bem à língua portuguesa!

  • Kevin
Não precisa de grandes apresentações nem de incentivo ao uso. Kevin já está na 57.º posição do ranking e só foi aprovado há um ano! E agora que podemos pôr de lado aqueles aportuguesamentos a que estávamos obrigados, o nome ganha outra vida! 

  • James e Liam
James e Liam são muito populares lá fora mas Liam, versão irlandesa de William [ou será apenas o seu diminutivo?!] também está em alta em vários países europeus. Acho Liam muito interessante. Aliás, para ser sincera, acho-o o mais bonito destes todos! E se estivesse à procura de um nome internacional, fácil de dizer, este estaria na minha lista, de certeza! 


  • Joshua, Micah e Noah
Noah já integra o lote de cem nomes masculinos mais registados no país, mas Micah e Joshua são duas das "novidades" de 2016. Quem procura um nome contemporâneo e totalmente credível [o carimbo da Bíblia tem sempre relevo], pode ter aqui uma boa oportunidade. Temo, no entanto, que a pronunciação de Micah [deverá soar a Máica] possa ser um pequeno obstáculo.

Atualização da lista de nomes aprovados em Portugal
- Malika & Mya -

11.10.16



A lista de nomes aprovados em Portugal foi atualizada e as surpresas continuam, sendo agora possível registar os nomes femininos Malika e Mya. Além do mais, é ainda permitido o registo dos nomes que se seguem, mas apenas como segundos nomes:  


  • Apollo 
  • Felipe 
  • Hayden 
  • Nicolas
  • Martha 


Nomes nas notícias
- Florêncio & Fermelinda -


O nome mais ouvido ontem em Portugal teve de ser Florêncio, à conta do presidente da ANTRAL. Não sendo um nome que se ouça hoje em dia em crianças [em 2015, o mais aproximado foi o registo de um menino com o nome Floriano], é conhecido dos portugueses, inclusivamente na versão feminina, Florência. Em termos de reconhecimento, acho que andará ao nível de Florentino, sendo mais comum do que Floriberto ou Florival, que constam da lista de nomes aprovados pelo IRN. No Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa podemos ainda encontrar os obscuros Flórido, Floro e Florente. Florente nem me é muito estranho, por influência do meu primo Florent, que vive em França e que é carinhosamente tratado por Flo. 
Mas regressando ao senhor Florêncio, estava eu a ler um artigo muito interessante na revista Visão quando os meus olhos param em Fermelinda. À primeira, pensei que pudesse tratar-se de uma gralha e que a senhora se pudesse chamar Ermelinda mas uma pesquisa no Google fez-me chegar à Eng.ª Fermelinda Carvalho. Garantidamente, nunca me tinha deparado com este nome! Conheciam? 


Tudo isto me fez pensar em Flor. Em 2011 e 2012, era um nome muito citado pelos leitores do blog e chegava cá muita gente à procura de informação sobre ele. Além disso, foi a escolha das atrizes Joana Solnado e  Andreia Dinis, o que me fez pensar que podia tornar-se mais popular, mas a verdade é que tal não aconteceu, continuando a rondar os 35 registos anuais. Poderá dar-se o caso de ser demasiado literal?!

Primeiro passo para pedir a aprovação de um nome

10.10.16


A revista Domingo, do Correio da Manhã, publicou ontem um artigo da autoria da jornalista Marta Martins Silva, que se debruça sobre a temática dos nomes e para o qual prestei algumas declarações. O artigo está muito giro e traz informações muito valiosas para quem pondera pedir a aprovação de um nome próprio. 

De acordo com o que está explicitado no artigo, os pais podem solicitar uma consulta onomástica, num pedido que deve ser dirigido ao presidente do Conselho Directivo do Instituto dos Registos e Notariado.  O processo implica o pagamento de 50€ que, contudo, não implica que o nome venha a ser aprovado. É importante frisar novamente esta questão, porque é um erro recorrente - não se "paga para aprovar o nome"! Paga-se a consulta, que pode ou não resultar numa aprovação. 

Ao longo do artigo, confirma-se ainda a suspeita que aqui tínhamos manifestado de que algo tinha mudado, face às recentes aprovações de que tivemos conhecimento. Pois é, mudou o Consultor. 

Conheces o nome que te deram,
não conheces o nome que tens
*

8.10.16


Dia de perguntinha básica e de resposta rápida: se pudessem escolher o vosso próprio nome, por qual optariam?


*Epígrafe do livro "Todos os Nomes", de José Saramago