Nomes estrangeiros permitidos em Portugal
- Jonathan -

20.1.17


Há cerca de meio ano, o IRN divulgou que Jonathan passava a ser um dos nomes registáveis em meninos portugueses. Uma vez mais, é uma aprovação - ou talvez seja mais apropriado dizer atualização da lista - que parece vir a destempo, porque o momento alto de Jonathan em Portugal deu-se nos finais da década de 80, ao ponto de estar na 50.ª posição do ranking em 1990, com 220 registos [praticamente os mesmos de Filipe & Matias, em 2016]. Pelas minhas contas, existem mais de 1600 rapazes portugueses chamados Jonathan, nascidos entre 1990 e 2016, pelo que não estamos perante um nome de introdução recente ou de uma novidade mas, pelo percurso que tem feito nos últimos anos, é um forte candidato a um regresso ao top 100, de onde saiu em 1998. 
Jonathan tem origem hebraica, significa "dádiva de Deus" e é um nome bíblico. Não é um nome que me diga muito e o mesmo se passa com as variantes Jonatã e Jonatas. Por aproximação, simpatizo mais com Jonas ["pomba"] que, curiosamente, no meu círculo de amigos, é um diminutivo algo comum para João! 

12 comentários :

  1. O nome não me diz muito mas até o acho elegante, e prefiro-o às variantes referidas.

    ResponderEliminar
  2. Ola Filipa. Gostaria de ter a sua opiniao no seguite. O nome Stela é permitido colocar. Mas Stéfanie não é permitido. Acha que Stéfanie te alguma hipotese de ser aprovado, visto Stela e Stelina serem?

    ResponderEliminar
  3. Gosto muito de Jonathan (o que já não acontece com as variantes referidas). No entanto, só o colocaria caso fosse Americana/Inglesa. Sou "adepta" de nomes portugueses e para mim é impensável colocar nomes estrangeiros a um filho, ainda para mais, quando temos nomes tão bonitos e com significados extremamente interessantes.
    Jonathan seria uma das minhas opções e apesar de não estar muito dentro do assunto, creio que este seja uma boa alternativa ao comum John que, quase de certeza, é dos nomes mais usados nos EUA.
    Já agora, nesta semana, estive a ver, precisamente listas de nomes Americanos/Ingeleses iniciamos por J. Gosto muito de Jennifer, mas "apaixonei-me" por Jazzlyn, com a possibilidade do diminutivo Jazz. O que acha? Sabe em que posição se encontra? O nome pronunciado corretamente soa-me mesmo muito bem! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Achei Jazzlyn giro :D E adoro o diminutivo Jazz!

      Eliminar
  4. Jazzlyn é um nome inventado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São todos. Ou os nomes surgiram com o big bang?

      Eliminar
  5. Pelo titulo pensei que fosse uma actualização, fiquei desapontada

    ResponderEliminar
  6. Uma Jazzlyn até nos Estados Unidos ia ser muiiiito mal vista, viu? Os nomes inventados (ou seja, inventados muito recentemente, simplesmente juntando sons "agradáveis" e modinha) sofrem o mesmo preconceito que no Brasil, Portugal, etc. Para mim Jazzlyn faz parte da família de Jaxon, Jayden, Madelyn (tem sim), Grayson, etc. Desculpe a sinceridade. Não é contra você não.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jazzlyn já era registado em 1997. Não me parece assim tão "inventado". Pode ser um nome raro, mas daí a ser inventado e a ser motivo de troça...de qualquer das formas foi só uma partilha. Mas se fosse Americana seria a minha primeira opção, independente da opinião da sociedade.

      Eliminar
    2. Margarida, e porque é que acha que toda a gente está preocupada se vai ser bem ou mal vista? Não, nem toda a gente está. Acho que o que faz o nome é a pessoa que o carrega. O que importa é como a Jazzlyn é como pessoa e como as pessoas a conhecem. Uma Jazzlyn ser mal vista pelo nome, é como uma pessoa ser mal vista pela roupa que veste, pelo penteado que tem, por ser gorda ou magra, alta ou baixa, preta ou branca, é tudo uma questão de preconceito tal como diz. A questão é que o preconceito só pode ser ultrapassado se houver gente capaz de o enfrentar. Quantas mais Jazzlyns houver, menos preconceito haverá. O preconceito dos outros é-me completamente indiferente quando tomo as minhas decisões/escolhas!

      Eliminar
    3. Caraças, anónimo das 11h58. É isso mesmo! (Aplaudindo) Comentários assim fazem-me acreditar que nada está perdido.
      Eu, se tivesse ouvido a opinião das pessoas que nos rodeiam, na altura da escolha do nome, não colocaria o nome que tanto gosto à minha filha, só porque "já não se usa", "é antiquado" ou "vai ser gozada na escola, mais tarde" como tantas vezes ouvi - Amélia, a NOSSA escolha.

      Teresa.

      Eliminar
  7. Adoro Amélia Anónimo das 19h07m... um desejo meu para este 2017 (tudo de bom para a sua Amélia).

    Quanto ao nome da Jonathan, não sou adepta de estrangeirismos e nunca seria uma escolha minha.

    ResponderEliminar

Com tantos nomes à escolha, vai mesmo ser apenas Anónimo? :)